g2h

level

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

a busca pelo reconhecimento

Não é fácil percorrer o caminho do reconhecimento profissional, seja qual for a sua profissão. A difícil tarefa de ter seu trabalho reconhecido, por vezes, deixa marcas profundas naqueles que não sabem lidar com o descaso com que é tratado o seu trabalho.



Transportando esta situação para a arte, esse quadro fica muito mais claro, pois, quantos atores, atrizes, músicos, diretores, dramaturgos, bailarinos, suam a camisa para mostrar sua arte e não recebem nem os aplausos que seus trabalhos merecem?



É óbvio, que não é apenas a satisfação pessoal que alimenta a vida do artista, um mínimo de reconhecimento também é o objetivo. Pois, qual seria o sentido de fazer e mostrar a sua arte para ninguém? Quem se mostra, quer agradar alguém e espera que esse alguém o retribua um mínimo de reconhecimento.



A indústria do entretenimento deixou de dar o devido valor ao artista de verdade. A principal matéria prima que movimenta a roda dessa indústria, por vezes, é tratada com casca e tudo. E o pior: aspirantes a celebridades recebem mais consideração do que quem passa horas e horas ensaiando o seu espetáculo, o seu show, escrevendo seu texto ou ensaiando sua dança.



O quadro se mostra cada vez mais trágico e desanimador. Cada vez mais, o artista recebe apenas tapinhas nas costas e de quando em quando, recebe “um parabéns” pelo seu trabalho e, olhe lá. E, devem se dar por satisfeitos e plenamente reconhecidos, os que conseguem obter tal consideração.



A busca pelo reconhecimento merece o mesmo empenho e esforço que é dado para excelência de sua arte, porque não é nada fácil ter que ouvir de alguns, quase sempre recalcados, que seu trabalho não vale á pena. Ou simplesmente ter o seu trabalho ignorado. O que é muito pior.



Quem sabe, essa febre de idolatrar os “aspirantes a celebridades”, passe um dia e o artista possa retomar seu lugar na roda que movimenta a indústria do entretenimento. Quem sabe assim, possa obter o devido reconhecimento por sua arte. Enquanto isso, busquemos nós, pobres artistas, o reconhecimento daqueles que acreditam no nosso trabalho.

Escrito por Paulo Sacaldassy
fonte: http://oficinadeteatro.com/artigos/


53

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge